Lixomania


Jaqueta social
julho 27, 2011, 7:23 am
Filed under: Uncategorized

Eu até quis comprar aquela jaqueta. Era preta, cheia de estilo. Queria que desse com aquela pinta de motoqueiro chique de São Paulo, aqueles que geralmente não tem moto nenhuma, trabalham num escritório que faz qualquer coisa que não agrega valor ao mundo, frequentam bares da Vila Olímpia e tem uma namorada loira com quem fala o dia inteiro, mas não existe qualquer tipo de assimilação de informação de uma ou outra parte. Resumindo: a jaqueta tinha potencial para me inserir na sociedade de forma a parecer invisível. O problema era que a jaqueta só vinha em dois tamanhos: mangas sem mãos ou gay por colação no corpo e definição de cintura (a sutil diferença entre “dar uma pinta” e “dar uma de pintosa”). Pareceram suficientes para me sentir inserido à sociedade, mas jamais para parecer invisível, veja você.



Boa mesmo é a Televisa
julho 17, 2011, 7:12 pm
Filed under: Uncategorized

Pode ser um efeito do namoro. Sentar-se à cozinha da sogra para bater papo, o televisor da cozinha e aquelas imagens e histórias acontecendo, um canudinho lentamente saindo do aparelho, entrando pelo meu ouvido para então chupar meu cérebro. Porque na minha casa isto não aconteceria. Pode ser só uma desculpa. O que sei é que eu estou mais ou menos assistindo novela. A das 8. Tem a das 11 que vale só pela música de abertura. Foi Miss Francis quem observou o lirismo:

Minha pedra é ametista
Minha cor, o amarelo
Mas sou sincero
Necessito ir urgente ao dentista

(Mas, hein?)

De qualquer forma, a questão aqui é outra. Eu queria só explicar que não consigo mais acompanhar nomes de personagens depois de tantas novelas, filmes, livros, músicas, clientes, atendentes de supermercado e vendedores de pipoca na porta da escola. Eu nunca guardo nome de personagens. Isto é um inferno! Especialmente se a cena for algo como duas pessoas falando sobre uma terceira que não está presente fisicamente na vcena. E aí, para tentar entender melho o que estou assistindo (já que peguei a novela pela metade), faço comentários do tipo “ah, isto está acontecendo porque a Camila Pitanga namorava o Antonio Fagundes?” E assim por diante. O que me deu a seguinte idéia: o dia que eu escrever uma novela (oh, esse dia há de chegar!), minhas personagens terão os nomes dos atores que as interpretam. Porque eu sofro com a meu retardo para ver novelas e acho que uma novela tem que ser retardado-friendly. Tipo a música de abertura da novela das 11.




Nada Profissional

não contém glútem

Blowg

não contém glútem

I misbehave

não contém glútem

Vida e Obra de Daniell Rezende

"Thou shalt not bore." - Billy Wilder

tantos clichês

não contém glútem