Lixomania


Poético e verdadeiro
dezembro 25, 2010, 9:24 pm
Filed under: Uncategorized

Se eu falar que foi exatamente à meia noite, fica mais poético, porém, menos verdadeiro. Então eu conto que foi algo entre 60 e 30 segundos antes da decolagem que o comandante do vôo disse “tripulação, decolagem autorizada”. Quem anda com alguma regularidade de avião sabe o que isto quer dizer. E aí eu estava acompanhado de outras duas pessoas e dissemos uns aos outros “feliz natal”. Não conheço bem estas pessoas. Não conhecia na hora, continuo não conhecendo. São colegas de trabalho. Mas isto não impediu os votos de feliz natal e nem que déssemos as mãos uns para os outros.

Foi assim que o avião decolou. Do jeito que muitas vezes eu vi alguns casais, durante a decolagem de um avião, fazerem parecido: ambos estão, por qualquer motivo, sentados nas duas poltronas de corredor. Uma poltrona, um corredor, outra poltrona. Um casal separado por um corredor. A aeronave acelera e começa a correr para sair do chão e o casal transcende a barreira ideológica do corredor: eles dão as mãos. Já vi esta cena tantas vezes que vocês não imaginam. E aí eu achava que era algum tipo de medo: “se essa porra der errado, nós morreremos de mãos dadas, nossos corpos serão carbonizados desta maneira”. Nunca tinha me ocorrido que era uma comemoração de natal fora de época.

Pela janelinha do aviâo eu via casas e prédios correrem. Da direita para a esquerda da minha visão. Como qualquer decolagem comum de avião. A diferença é que nesta as coisas brilhavam mais: a primeiríssima coisa que eu vi, além dos usuais prédios e casas, foram fogos. Daquele tipo que um ponto luminoso pula pro céu e, no seu climax, se divide em uma porção de outros pontos luminosos para todos os lados. Uma alegria, um orgasmo. De cor azul, no caso. E conforme o avião corria, uma porção de fogos de outros tipos e outras cores pulavam. Isso sim foi tão poético quanto verdadeiro.

Anúncios

5 Comentários so far
Deixe um comentário

Realmente poético é o jeito que você escreve.

Comentário por Simone

Brigado! =)

Comentário por Klein

Klein, esse post é tão lindo, que eu fiquei pensando em como vou incluir esta cena em algum filme!

Sim, esta é a segunda ideia sua que eu vou roubar para os meus filmes!!!

Comentário por Fli

Vamos lá, Fli! Quero esse filme logo. Ter a minha porção de glamour nessa vida, já que de dinheiro eu desisti mesmo!

Comentário por Klein

Avião inspira. Não sei se é a distância da vida e a proximidade da idéia da morte, mas sempre me sinto meio “elevada” em aviões (rá, infame!).

Comentário por L.




Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



Nada Profissional

não contém glútem

Blowg

não contém glútem

I misbehave

não contém glútem

Vida e Obra de Daniell Rezende

"Thou shalt not bore." - Billy Wilder

tantos clichês

não contém glútem

%d blogueiros gostam disto: