Lixomania


Compareça às urnas, mas não me chame
outubro 26, 2010, 1:57 pm
Filed under: Uncategorized

Não vejo a hora de passarem essas eleições. Tudo ficou tão chato, de repente. Eu gostava de eleições quando eu era criança. Em 86 tinha o SBT fazia pesquisa eleitoral nas ruas de São Paulo em cada bairro, perguntando às pessoas em quem elas votariam. No final uma tabelinha dizia os resultados: Paulo Maluf = X votos; Orestes Quércia = Y votos; Mario Covas = Z votos. E no final da tabelinha sempre tinha umas coisas do tipo: Jesus Cristo = N votos; eu mesmo = 1 voto. Depois tiveram as eleições presidenciais: Maluf de novo, Covas de novo, Brizola gritando SEU FILHOTE DA DITADURA e um Lula Lá que diziam que, se ganhasse, ia colocar uma família pobre dentro da minha casa para morar comigo. Um tal de Fernando Collor de Melo também, nunca vi mais gordo… quer dizer, magro, atlético, feito de cêra e goma de mascar. E de novo o espaço para a diversão: o Gabeira provando que pode se pronunciar apenas uma palavra no tempo em que antes outras pessoas usavam para pronunciar 5 (o que nos 15 segundos que ele e seu nanico Partido Verde era suficiente para 3 palavras: “salvem os bichos”) e um tal de Marronzinho que veio e foi sem deixar rastros, nos mesmos 15 segundos. Tudo isto sem contar o quase presidente Senor Abravanel, que, olha: ele ia ganhar sim! (E o ministro da fazenda viria diretamente do alto escalão das Casas Bahia… ou seria a Aracy de Almeida)

Já estas eleições tiveram, mal e porcamente, um Plinio bem divertido. No mais, tudo o que sobra é Dilma e Serra. E estaria tudo ok se fossem eles, já que eu posso optar por ignorar outdoors, folhetos e horário eleitora, mas eles tem os seus milhares de militantes, todos ignorantes, cada um à sua maneira, para fazer o mundo parecer um lugar escroto e aporrinhar a sua paciência. E todo mundo tem um monte de amigos militantes, né? Tem aquele papo que diz que política, religião e futebol não deveriam ser discutidos. Realmente as pessoas mais chatas do universo discutem isto. (Particularmente eu colocaria Legião Urbana, Raul Seixas e Los Hermanos na mesma faixa). E todo mundo discute da mesma maneira: meu candidato (time, messias, poeta incompreendido) é magnânimo e perfeito, o outro é um merda total e você aí é um merda total porque não gosta dele.

Aí começa aquela porra: na esfera mais ignorante, você tem que votar na Dilma porque ela teve câncer. Se não votar, você é um merda. Porque ela teve câncer. E no Serra, se vota? Vota sim: porque ele foi apedrejado. Pedrada da câncer? Sei lá, mas Jesus foi apedrejado há 2010 anos (e uns quebrados). Aí tem gente falando pra você votar no Serra e seguir os preceitos de Jesus. Daqui 2010 anos vai ter gente reclamando para votar no Serra, ao que me parece. Porque, quem não segue os apedrejados, é um merda. Será que antes de morrer, Cristo já não tinha um câncer e ninguém diagnosticou porque há 2010 anos a medicina não era a mesma, encheram o corpo dele de sanguesugas e elas não souberam identificar o tumor? Sei lá, o que importa é que você é um merda, ao que tudo indica.

Você aí também deve estar achando o Twitter uma merda. Deve estar achando o Facebook uma merda. Todo mundo tão engajado em TE desqualificar porque o SEU candidato não é qualificado. Todo mundo adorando a festa da democracia e a liberdade do povo desde que a sua liberdade seja a mesma dele. Sério, essas pessoas querem um mundo mais livre e tem esta postura tão facista quanto qualquer um dos grandes ditadores que condenariam se perguntados. Você não pode mais ser contra o aborto. Não pode mais ser a favor do aborto. O voto é individual. A democracia é a vontade da maioria expressa por unidades de opinião individual. Mas você é um merda se a sua opinião individual não for a dele, Dilmista, Serrista. Porque aí, você não estã pensando no outro, no bem da nação. Mas se democracia é um conjunto de expressões individuais em que vai prevalecer a vontade da maioria, eu devo é expressar o que é bom pra mim e depois torcer pra que isto seja a vontade da maioria. Não?

No fim das contas, acho que eu prefiro ainda discutir futebol e religião. O primeiro pelo menos é só entretenimento. Soa vazio de significado. Porque é um assunto cujo embasamento nunca é suficiente e futebol, por melhor que seja o time, é sempre imprevisível, tem todo ano e sempre tem mais gente se fodendo do que se dando bem. Religião é melhor ainda: no fundo todo mundo sabe que você ta crendo em algo que não tem o menor sentido. Porque você já pode ter visto Jesus Cristo, Buda, o caramunhão, etc, mas se você viu você nunca conseguiu mostrar ele pra ninguém. (Já Legião Urbana não tem problema porque, no fundo, todo mundo sabe mesmo que era uma merda).

Acho que política devia ser discutido como um grande tabu, como sexo mesmo. “Fulaninho só perdeu a virgindade aos 26 anos. Ele tinha vergonha de tirar a roupa na frente de mulheres porque ele tinha uma Dilma no pênis que precisou ser removida cirurgicamente”. Esse tipo de coisa.

Não votei no primeiro turno das eleições. Preferi sair da minha cidade e fazer sexo. Pode me pregar na cruz e me apedrejar, mas lembre-se que, se fizer isto, pode ter gente querendo votar em mim daqui 2010 anos.

Anúncios

11 Comentários so far
Deixe um comentário

Gente chata é chata e sem noção em qualquer assunto. Uma coisa é gente tentando te convencer a pensar de um jeito, seja votando em alguém, ouvindo uma banda ou torcendo pra um time.
Agora, manifestar opinião não me incomoda. Se você for votar na Dilma e colocar no twitter que vai votar nela, beleza.
Gente que se incomoda até com a opinião do outro, aí é da mesma laia que o primeiro chato que tenta te convencer a votar, ouvir, torcer, etc.

Comentário por Rach

Pois é. Mas o triste é que tem gente supostamente legal agindo como gente chata. É isso que eu não entendo mesmo. (Ou não consigo admitir que não sei julgar corretamente as pessoas, enfim!)

Comentário por Klein

Depois desse seu post, vejo a cortina do palco se fechando. Ponto final. Excelente!

Comentário por Berão

Valeu! =)

Comentário por Klein

Lavei a alma com seu texto….

Comentário por Pequena

Sabão de coco feelings

Comentário por Klein

É, Klein, eu ainda estou me perguntando o que aconteceu com tanta gente que eu achava legal na internet. Doutrinação via Twitter e blogs é dose. A eleição acabou, mas a chateação, não. Agora, os engajados (cof-cof) seguem rumo à defesa das políticas a serem implantadas, das escolhas do primeiro escalão do governo… Não ouse questionar, viu?

Comentário por Andréa

Pois é. Aí agora os pró Dilma apóiam tudo o que ela faz sem nem se questionar. Se o Serra tivesse lá dizendo exatamente as mesmas coisas, eles iam falar que é um absurdo. Tipo a possível volta da CPMF: agora todo petista acha bonito, mas achava abuso na época do FHC.

Comentário por Klein

Seu ps foi otimo! Sabe, acho um saco toda essa questao de eleição, o povo vai ser sempre povo gado, sempre vai ser manipulado, e se agnt escolhe se manter de foda, é chamado de individualista. Melhor do que ser tapado, eu acho… Votei no primeiro turno, no segundo apareceu a chance de viajar, cai fora e deixei o pau quebrar!

Comentário por Amanda

Eu não votei em nenhum dos dois. No 2o eu tava trabalhando fora da minha cidade mesmo!

Comentário por Klein

Nem sei a quantidade de e-mails que recebi de gente que supostamente acha que agrada e não sabe nada… Por que as pessoas enviam e-mails falando mal do candidato “tal” se nem sabem em quem vou votar? Por que elas acham que podem me influenciar? Que não tenho opinião? Ah, já sei. Vai ver é porque elas também não tiveram e alguém teve que dizer pra elas em quem votar, né?!?!? Palhaçada!

Comentário por chaverdecomlimao




Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



Nada Profissional

não contém glútem

Blowg

não contém glútem

I misbehave

não contém glútem

Vida e Obra de Daniell Rezende

"Thou shalt not bore." - Billy Wilder

tantos clichês

não contém glútem

%d blogueiros gostam disto: