Lixomania


Batismo
junho 25, 2010, 5:50 pm
Filed under: Uncategorized

Uma vez conheci uma certa dona Bernadete. Não sei se da para dizer que eu conheci: foi em 2002, no boom do ICQ, na época em que ter blog era amador e divertido. Aí todas as pessoas se conheciam, mas não pessoalmente, tudo era ICQ naquela vida. Não que eu a tenha conhecido pelo ICQ: a dona Bernadete era minha cliente quando eu trabalhava na Fantástica Fábrica de Planos de Saúde. Eu cito o ICQ para que todos entendam que a moda era todos se conhecerem profundamente da maneira mais impessoal possível. Não havia riscos. Ninguém de carne e osso lia meu blog, eu acho: as pessoas que comentavam nele nada mais eram que algorítmos virtuais, geradores de comentários aleatórios. Dona Bernadete, por sua vez, era um algoritmo gerador de conversas telefônicas.

Quando eu cadastrei dona Bernadete no seu plano de saúde, algo deu errado. Provavelmente fui eu mesmo quem digitei BERNARDETE em algum lugar, cumprindo minha função de analista recém formado: ser um algoritmo gerador de caracteres aleatórios das 09:00 às 18:00. (Em minha defesa, digo que era formado em propaganda, não em engenharia de planos de saúde). Eu vi a carteirinha dela com este erro e achei que era isso mesmo. Lembro que enviei para ela. Uns tempos depois recebi a carteirinha dela de volta e, junto, um e-mail explicando que aquilo soava mal demais para ser um nome real. Acho que se a dona Bernadete tivesse a possibilitade, teria feito da carteirinha um origami de caralho antes de me devolver. Deus abençoe o plástico rígido.

Bernadete!

Difícil entender um nome desses: Bernadete. Eu não consigo levar a sério. Não parece um nome. Parece mais o festival de música jovem na Record nos anos 60. “E agora com vocês, Bernardo e suas Bernadetes”. Nada que você aí, minha querida leitora Bernadete deva se chatear: eu sou alguém que sabe o que é ter um nome que se rima com genital. E “Klein”, bem, significa “pequeno” em alemão. Genital pequena. Eu preferia ter o nome de um conjunto da Jovem Guarda. Mamãe podia ter me batizado: Renato e Seus Blue Caps Klein. Mas mamãe nunca foi mesmo esse tipo de algoritmo gerador de nomes para filhos.

Anúncios

3 Comentários so far
Deixe um comentário

Eu tenho uma amiga que tem nome composto, e o segundo nome é Bernadete. E eu sempre falava “Bernardete” e tomava bronca. Ela odiava com ou sem o R. Se eu soubesse fazer um caralho de origami ensinaria a ela.

Comentário por jan

ICQ é modernidade! Fui apaixonadíssima por um cara q conheci no bate-papo do uol… Pasmem: ele era lindo e inteligente. Enfim, apesar dos 3.000km q nos separavam formamos um casal mto lindo e inteligente nos remotos anos 90. Gracias q não nos casamos pq seria constrangedor contar essa história horrível over and over again. OK, mega freak, pode rir agora.

Comentário por Paloma Peruna

Não sei por que a surpresa: de inteligente e lindo na internet tem eu também!

Comentário por Klein




Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



Nada Profissional

não contém glútem

Blowg

não contém glútem

I misbehave

não contém glútem

Vida e Obra de Daniell Rezende

"Thou shalt not bore." - Billy Wilder

tantos clichês

não contém glútem

%d blogueiros gostam disto: